Web Services

Web Design Web Services

Uma maneira padronizada de integração de aplicativos baseados na Web utilizando padrões abertos sobre um backbone de protocolo de Internet.

Antes de nos aprofundarmos nos conceitos e tecnologia de web services, vejamos um pouco sua evolução. No ano de 2000, a W3C (World Wide Web Consortium) aceitou a submissão do Simple Object Access Protocol (SOAP). Este formato de mensagem baseado em XML estabeleceu uma estrutura de transmissão para comunicação entre aplicações (ou entre serviços) via HTTP. Sendo uma tecnologia não amarrada a fornecedor, o SOAP disponibilizou uma alternativa atrativa em relação aos protocolos proprietários tradicionais, tais como CORBA e DCOM.

No decorrer do ano seguinte, o W3C publicou a especificação WSDL. Uma nova implementação do XML, este padrão forneceu uma linguagem para descrever a interface dos web services. Posteriormente suplementada pela especificação UDDI (Universal Description, Discovery and Integration), que proporcionou um mecanismo padrão para a descoberta dinâmica (dynamic discovering) de descrições de serviço, a primeira geração da plataforma de Web services foi estabelecida. A Figura 1 ilustra em alto nível o relacionamento entre estes padrões.

 

web services

Figura 1: O relacionamento entre especificações de primeira geração

  • Is accessed using: é acessado utilizando;
  • Enables discovery of: permite a descoberta de;
  • Describes: descreve;
  • Enables communication between: permite a comunicação entre;
  • Binds to: ligação para.

Desde então, os web services foram adotados por vendedores e fabricantes num ritmo considerável. Suporte amplo da indústria seguiu-se à popularidade e importância desta plataforma e de princípios de projeto orientados a serviço. Isto levou à criação de uma segunda geração de especificação de Web services.